Oceanos
|América do Sul

Mais de 80 quilos de plástico foram recolhidos na Praia do Quartel, em Olinda

Ação que marcou o Dia Mundial dos Oceanos e trabalhou conscientização para reduzir o uso de plásticos contou com a participação de mais de 250 voluntários

Durante uma semana inteira, alunos da rede pública, pais, mães, professores, funcionários da Nova Olinda, da Prefeitura de Olinda e da Compesa deram vida à campanha para redução do uso de plástico e do descarte de lixo nos oceanos em Olinda, no Estado de Pernambuco, no Nordeste brasileiro. Mais de 250 pessoas participaram das atividades e foram recolhidos mais 80 quilos de plástico.

No Dia Mundial dos Oceanos, dia 8 de junho, a orla da Praia do Quartel foi transformada no front da batalha contra a poluição marinha com palestras, manifestações artísticas e culturais, oficinas e um mutirão para a coleta de resíduos plásticos.
 
Promovido pela SUEZ, líder do consórcio NOVA OLINDA, em parceria com a Prefeitura de Olinda e a Compesa, o mutirão de coleta de resíduos, do qual participaram estudantes, educadores, colaboradores das empresas e moradores, foi  o ápice da série de eventos  que tiveram o propósito de sensibilizar a população para a necessidade de manter os oceanos limpos, como forma de garantir o equilíbrio na vida no planeta.


Uma semana de sensibilização


Os eventos começaram na segunda (4) com a campanha Patrulha do Canudo – escolha recusar, com palestras na Escola Dona Brites de Albuquerque (Bairro Novo), Escola Criança Feliz (Bultrins), Escola Lions Dirceu (Bultrins), Escola Nossa Senhora do Monte (Monte). Palestras e rodas de diálogos impactaram famílias que foram estimuladas a reduzir o consumo de plásticos no dia-a-dia, trocando os sacos plásticos por reutilizáveis nos supermercados, comprar a granel e reutilizar os frascos de vidro para armazenar os alimentos. Esse assunto também foi tema do Diálogo Diário de Segurança no canteiro de obras da Nova Olinda, consórcio liderado pela SUEZ. 


O mutirão

 
O ponto alto foi o mutirão de coleta de resíduos na Orla da Praia do Quartel, no dia 8, que contou também com palestras de biólogos sobre o Descarte Inadequado de Resíduos Sólidos no Mar, oficinas de reciclagem, apresentações teatrais, musicais e gincanas. Mais de 250 pessoas participaram na limpeza das praias em Olinda, quando foram coletados 80 quilos de resíduos, dos quais 85% eram plásticos.


Na América Latina


Este ano, a coleta de resíduos sólidos por voluntários (em especial, colaboradores da SUEZ e seus familiares), nas praias foram a tônica da campanha de preservação dos oceanos na Latino América. Na Baía do Panamá foram recolhidos 700 quilos de resíduos, sendo 60% de plásticos. Em Cartagena, na Colômbia, ação semelhante, com participação de 200 voluntários, aconteceu nas praias de Bocagrande. 

No México, uma campanha interna permanente encoraja os funcionários a parar de usar copos plásticos ou garrafas. A SUEZ do Panamá e da Colômbia eliminaram o uso de copos e talhes plásticos em seus refeitórios. Tanto no Panamá quanto na Colômbia, a SUEZ está comprometida com a proteção do manguezais, trabalhando com ongs em projetos de reflorestamento. 

Resíduos reciclados, oceanos limpos foi o tema de ação na cidade do Panamá, em fevereiro, promovida pela SUEZ em parceria com a fundação Race for Water, na qual um barco  alimentado por 38 mil painéis fotovoltaicos, apresentou soluções inovadoras para proteger áreas litorâneas.