Grupo SUEZ

SUEZ se destaca no Water Congress 2020

Digitalização na indústria, reúso de água e dessalinização foram alguns dos temas abordados neste importante evento realizado recentemente em Santiago, no Chile.

Com diversos expositores e temas relacionados, a SUEZ foi uma das protagonistas do Water Congress 2020 e 8º Congresso Internacional de Gestão da Água na Mineração e Processos Industriais, realizado online, entre os dias 12 e 16 de outubro.

O fórum internacional, que desta vez foi realizado em Santiago, no Chile, é um espaço onde diferentes executivos e profissionais de indústrias que utilizam a água como fator de produção, apresentam e analisam as inovações recentes na gestão da água.

Um dos temas abordados pela SUEZ neste encontro foi “Digitalização na indústria: Inovação e gestão avançada de recursos”, apresentado por Meriem Riadi, Diretora Digital do Grupo, que se referiu à abordagem desenvolvida pela empresa nesta matéria. Nesse sentido, ela destacou que a transformação digital é um ingrediente-chave do plano estratégico Shaping SUEZ 2030. “Nossas três prioridades em digitalização (experiência do consumidor, desempenho e novos modelos de negócios), que são ativadas por dados, nos permitem mudar de um modelo de negócio baseado em volume para serviços de valor agregado ”, explicou.

Da mesma forma, foi realizado um seminário online sobre "Digitalização, Sustentabilidade e Eficiência Operacional em Mineração", no qual especialistas da SUEZ apresentaram soluções pioneiras em digitalização de aplicações para tratamento de água e processos em mineração, acompanhadas de casos de sucesso com resultados comprovados em termos de maior resiliência dos sistemas de produção de água, otimização dos programas de tratamento, aumento da confiabilidade operacional, mitigação dos riscos sanitários, redução dos custos operacionais totais e conformidade ambiental.

Miguel Ángel Sanz, Diretor de Desenvolvimento Estratégico da SUEZ International e diretor da International Desalination Association (IDA), também participou como palestrante e falou sobre o reúso e a dessalinização como soluções robustas e flexíveis para o déficit hídrico.

Alguns dos temas que abordou foram os diferentes tipos de reúso de águas residuais urbanas, como solução complementar à dessalinização, e a evolução desse mercado de recursos alternativos na última década. Ele também se aprofundou na vasta experiência da SUEZ nesses assuntos, comentando sobre exemplos de casos de sucesso em todo o mundo.

Ele especificou que “o caso do Chile pode ser comparado ao da cidade de Perth, capital do estado da Austrália Ocidental, que nos últimos 50 anos viu suas chuvas reduzidas em mais de 80%. Lá, a dessalinização passou a ser a primeira fase da solução, fornecendo com esse recurso alternativo mais de 50% da água potável”.

Acrescentou que, “além disso, na última década, o reaproveitamento das suas águas residuais, com tratamentos avançados com uso de membranas, está permitindo o recarregamento do aquífero e a preservação do nível de alguns dos recursos naturais superexplorados, em consequência do grande déficit de água que a mudança climática está causando nesta região do hemisfério sul. Este exemplo comprova como ambas as soluções devidamente planejadas permitem a manutenção de sua população e o desenvolvimento em uma das regiões mais isoladas do planeta, diretamente afetada pelas consequências das mudanças climáticas”.

Durante esta reunião, representantes da SUEZ do Canadá, Brasil e Chile também participaram como expositores ou com apresentação de painéis.


Palavras-chave